quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Apesar de poucas chuvas apicultores comemoram em Itatira safra de mel


10696272 340882279405508 1932065369406314337 n
Itatira - Apesar da seca, cidades do interior comemoram safra recordes no campo. Esse é caso deste município, localizado no Sertão Central, que comemora uma produção de mel de abelha, que deve chegar auma colheita de 120 toneladas, na safra deste ano, nas colmeias espalhadas pela zona rural.
Na região do Sertão Central e Sertões de Canindé os principais produtores são Itatira, Paramoti e Apuiarés. Desde o início da safra que a produção é crescente. Produtores individuais de médio e grande porte e pequenos criadores, associados em grupos, estão motivados a ampliar a atividade produtiva.
''A abelha só tem 24 horas de vida se atacar sua vítima. Caso contrário, vive 45 dias. A abelha rainha, em época de boa florada, chega a produzir três mil ovos diários. O Ceará está entre os cinco maiores exportadores do Brasil. Em 2011, o Estado exportou 4,2 toneladas de mel'', disse.
O mercado é favorável. Os integrantes da Associação dos Apicultores de Itatira ( API) já aguardam o período de vendas. Atualmente, o quilo do produto é comercializado por R$ 12,00. O preço em face do aumento da oferta está inferior, a 60 centavos ao valor praticado em 2011, quando houve queda na safra e redução dos estoques. Entretanto, os apicultores estão satisfeitos. "O valor atual permite um bom lucro em comparação com outros produtos da agricultura", observa Juraci.
Entre dezembro de 2010 a janeiro de 2011, as vendas do produto para o exterior cresceram 31,4%. O preço do mel está custando, em média, R$ 12 por quilo. Em épocas chuvosas, esse valor cai para R$ 7 por quilo.
Diário do Nordeste – Antonio Carlos Alves - Canindé
Sugestão de Reportagens: 88 9686 6694  Tim – 88 8837 9641 OI – 88 9233 8777 Claro. O Sertão Alerta é o seu portal do Sertão Central.

Extráida do Portal Sertão Alerta


MAT�RIAS RELACIONADAS:

0 comentários: