quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Polícia Militar frustra roubo em Quixadá

A Polícia suspeita que a dupla esteja utilizando um rádio das forças de segurança do Estado.

Policiais da Força Tática de Apoio (FTA) do 11º Batalhão Policial Militar, do Ronda do Quarteirão e da Polícia Civil evitaram na tarde de ontem o roubo de uma camioneta Ford, modelo Ranger, cabine dupla. Por volta das 16h30 dois elementos, um deles armado com um revólver anunciaram o assalto quando o proprietário calibrava os pneus de seu veículo em um posto de combustíveis, na saída de Quixadá. Pretendia seguir para o município de Choró, onde reside. A polícia foi acionada logo em seguida e um cerco foi realizado no bairro São João, onde ocorreu o roubo.

Cerca de meia-hora depois, cercados por todos os lados, os bandidos abandonaram a camioneta em um matagal, nas proximidades do Conjunto Renascer. A dupla escalou um monólito existente naquela área e conseguiu empreender fuga. Policiais do Ronda do Quarteirão ainda perseguiram os assaltantes, mas não conseguiram captura-los. No imenso lajedo os policiais encontraram uma espécie de base de observação. De lá é possível ver o movimento em toda a região, além do Renascer, o bairro do Carrascal.Ainda encontraram alguns potes de iorgute, únicos objetos roubados da vítima, além de um telefone celular.

A Polícia suspeita que a dupla esteja utilizando um rádio das forças de segurança do Estado. Pelas comunicações mantidas entre as equipes das viaturas a dupla poderá ter acompanhado a mobilização e recuado quando empreendia fuga no sentido do distrito de Custódio, na zona rural de Quixadá. O objetivo agora é localizar os suspeitos. As características deles foram levantadas junto a testemunhas Um deles, o que portava o revólver, é moreno, magro, de estatura mediana. O outro, um pouco mais baixo e mais gordo, tem pele clara. Quem souber do paradeiro deles poderá fazer denúncia anônima através dos fones 190 ou (88) 3445 1047.

Reproduzido do blog Diário Sertão Central / Foto: Alex Pimentel







MAT�RIAS RELACIONADAS:

0 comentários: