domingo, 25 de setembro de 2011

Timão vence e assegura a segunda colocação do Brasileirão




Emerson comemora gol que deu a vitória ao Corinthians

Não foi fácil, mas o Corinthians reencontrou a vitória no Brasileiro. Depois de três jogos, bateu o Bahia por 1 a 0, ontem à tarde, no Pacaembu, e subiu à segunda colocação, com 47 pontos, beneficiado pelo empate do São Paulo, ex-vice-líder, com o Botafogo, então terceiro colocado, no Rio de Janeiro. O Timão tem dois pontos a menos que o Vasco, líder e próximo adversário, domingo, em São Januário. O gol foi marcado por Emerson, expulso quase no fim. Já o Bahia ficou na 14ª posição, com 30.

O primeiro tempo serviu para os torcedores conversarem, namorarem ou fazerem qualquer outra coisa, menos assistirem à partida, bastante monótona. De um lado, o Corinthians pouco criou, principalmente com Alex e Danilo, que não realizaram uma jogada no meio-campo. Do outro, o Bahia, ao melhor estilo Joel Santana, ficou na defensiva, enquanto o setor ofensivo andou em campo.

Apesar do duelo fraco tecnicamente, alguns lampejos de criatividade ocorreram nos 45 minutos iniciais. Aos seis, após cobrança de escanteio, Junior cabeceou no travessão e no rebote Júlio César espalmou o cabeceio de Titi. Pouco depois, aos 13, o Timão respondeu em chute para fora de Danilo.

A etapa final foi mais movimentada, com domínio do Corinthians, devido à fragilidade do adversário. Porém, foi a equipe de Salvador quem teve a primeira chance, em chute de Fabinho, ex-corintiano, perto do travessão de Júlio César.

Mas quem marcou foram os donos da casa. Aos 13 minutos, o meia Alex cruzou da esquerda, a defesa baiana desviou e o atacante Emerson, de primeira, abriu o placar.

Após o gol, o Alvinegro manteve o domínio, enquanto o Tricolor, sem força para atacar, mal assustou Júlio César.

Aos 39 minutos, Emerson enrolou para sair de maca, levou o amarelo, ironizou o árbitro com palmas e foi expulso. O detalhe é que ele seria substituído em seguida.

A partida contra o Bahia era tão importante que o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, levou dois reforços de peso para assistir à partida no Pacaembu: o ex-jogador Ronaldo e o atacante Adriano, que não estreou pelo clube do Parque São Jorge.

Foi a primeira vez que ambos acompanharam um jogo do Corinthians juntos no estádio. O Fenômeno tem sempre acompanhado o time, enquanto Adriano prefere assistir as partidas em casa. Quando o gol de Emerson saiu, todos comemoraram, com vibração maior do Imperador.

Andriano, inclusive, ficou com o elenco quase o dia inteiro. Ele foi à concentração para falar com os jogadores e chegou ao Pacaembu com o ônibus da delegação.

Essa não foi a primeira vez que o jogador fez surpresa ao elenco. No dia 8, o Corinthians perdia por 1 a 0 para o Flamengo no Pacaembu e ele apareceu pouco antes do retorno ao segundo tempo para incentivar os jogadores. Nos últimos 45 minutos, o Timão virou e venceu (2 a 1) o jogo.

Contratado no primeiro semestre, o Imperador se recupera de cirurgia de tendão no pé esquerdo, no dia 20 de abril. Na quinta-feira, ele iniciou trabalhos físicos e com bola no gramado e chegou a fazer de leve atividade com os companheiros.

Segundo o departamento médico, o jogador precisa perder de três a quatro quilos para estar na forma física ideal. A previsão de estreia é para o dia 9, contra o Atlético-GO, no Pacaembu. (das Agências)

Corintianos lamentam expulsão de Emerson no fim

O personagem da partida foi o atacante Emerson, autor do gol da vitória do Corinthians. Porém, o jogador vacilou no fim e foi expulso por demorar a sair de campo, quando seria substituído por Moraes.

Segundo o zagueiro Paulo André, o elenco precisa tomar cuidado com situações parecidas. "Temos de tomar mais cuidado. Talvez o juiz tenha sido um pouco duro, mas pode ter sido falha nossa", ressaltou o defensor.

O atleta revelou que o técnico Tite estava preocupado quando percebeu Emerson enrolando para sair. "O Tite falou ‘manda o Emerson levantar, pede para ele sair'. Aí não deu tempo para chegar perto, a maca veio e ele foi expulso", recordou.

O pior é que o atacante, que estava pendurado, vai desfalcar o Corinthians nos dois próximos jogos - Vasco, em São Januário, e Atlético-GO, no Pacaembu -, porque levou o amarelo e o vermelho direto.

Sem Emerson, a torcida é para que Liedson, que não enfrentou o Bahia devido a dores musculares, retorne à equipe na próxima rodada. "Emerson vai fazer falta. A gente torce para o Liedson voltar e poder nos ajudar", ressaltou o atacante Willian.






Diário da Grande ABC


MAT�RIAS RELACIONADAS:

0 comentários: