terça-feira, 9 de agosto de 2011

Eleitora solicita cassação de prefeito afastado de Senador Pompeu



A presidenta da Associação Comunitária do Caracará, Lúcia Aquino, ingressou com solicitação de cassação do mandato do prefeito afastado de Senador Pompeu, Antonio Teixeira. O pedido foi protocolado no fim da manhã desta segunda-feira, na Câmara de Vereadores deste Município do Sertão Central. Sozinha, a líder comunitária fez a entrega da solicitação. O documento deve ser protocolado pelo menos 24 horas antes da sessão. Ela e boa parte da população anseiam pela criação de uma comissão processante e com ela a aprovação da reivindicação popular. Teixeira é acusado de desvio de recursos públicos, causando dano de grande monta ao erário municipal.

O pedido não foi feito por meio da associação, esclareceu Lúcia Aquino. Nesses casos cabe aos vereadores ou qualquer eleitor se manifestar. Ela espera contar com a participação popular para ter seu pedido aprovado. Uma mobilização está sendo articulada para a noite desta terça-feira, dia de trabalho na Câmara Municipal. As sessões têm início às 19 horas. Conforme a eleitora, a população deverá partir da praça da Igreja de Nossa Senhora das Dores com destino ao plenário da Câmara. Pretendem sensibilizar os vereadores, inclusive da situação, a iniciarem o processo de cassação.

Confirmação

O presidente da Câmara Municipal, Francisco Teixeira Pinheiro, confirma a informação acerca do direito de solicitar a cassação. Qualquer pessoa do povo, devidamente regularizada junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), pode impetrar pedidos de interesse popular. Embora seja da mesma legenda do prefeito afastado, recebe o pedido com tranquilidade. Pretende agir com maior isenção possível, acrescentando que o seu partido conta com mais três representantes. Na opinião dele, não há como prever a posição dos colegas.

O prefeito afastado continua preso no Corpo de Bombeiros, em Fortaleza. No fim do mês passado o Superior Tribunal de Justiça não acatou o pedido de habeas corpus.


MAT�RIAS RELACIONADAS:

0 comentários: