quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Pró-Cidadania:
Segurança comunitária se expande no Sertão Central

Cidades de pequeno porte que não têm o Ronda do Quarteirão apostam em proposta alternativa de serviço

Quixadá. Nove meses após a criação do Programa de Proteção à Cidadania, o Pró-Cidadania, Ibicutinga, cidade sertaneja localizada nos limites do Sertão Central com o Vale do Jaguaribe, pretende ser a segunda cidade do Estado a contar com esse modelo de segurança comunitária. Amanhã, 75 candidatos concorrem a 24 vagas para agente municipal de segurança. Dentro de dois meses, após uma série de treinamentos, os aprovados estarão atuando na sede e, também, nos quatro distritos do município.

De acordo com a secretária de Gabinete da Prefeitura de Ibicuitinga, Zildênia Pereira, além de agirem preventivamente na intermediação de problemas cotidianos de ordem pública e até no combate ao consumo de drogas, os agentes serão o elo de aproximação da população, estimada em pouco mais de 12 mil habitantes, com o efetivo da Polícia Militar. "Todos os candidatos residem em Ibicuitinga. Conhecem de perto os problemas da nossa comunidade", enfatizou. A representante do poder executivo local destacou, ainda, o clima de expectativa acerca da implantação do Pró-Cidadania em sua cidade.

Convênio

O convênio foi firmado em setembro do ano passado. Além de custear 50% do salário dos agentes, o Estado se responsabilizará pela formação, fornecerá o fardamento e uma viatura, igual às utilizadas pelos efetivos das polícias Civil e Militar, para atendimento das ocorrências.

Na opinião do professor Adriano Silva, apesar da desconfiança no Pró-Cidadania, citado no informativo da Câmara de Vereadores de Ibicuitinga como um "cabide de emprego político", a proposta pode ser a salvação para cidades de pequeno porte, não incluídas no Ronda do Quarteirão.

Apesar de trabalharem sem armamento de fogo, utilizando apenas spray de pimenta, algemas e cassetetes, o diálogo e a conscientização poderão se transformar em armas eficientes no combate à violência.

Essa experiência está sendo vivida por moradores de Tauá, na região dos Inhamuns. De acordo com o coordenador da Guarda Especial formada por meio do Pró-Cidadania, Alfredo Bezerra, 87 agentes estão atuando na sede e noutros sete distritos faz 45 dias. Além da Hilux fornecida pelo Governo do Estado, 11 motocicletas circulam pela região. A base de operações é subordinada à Secretaria Municipal de Proteção à Cidadania, tendo como titular o coronel da PM, Deladier Feitosa.

Apoio da população

Bezerra ressalta o apoio da população ao novo modelo de segurança. O número de denúncias aumentou.

As mais graves são levadas ao conhecimento das autoridades policiais do Estado. Nos outros casos, principalmente problemas de conflitos pessoais e de poluição sonora, a tropa municipal é quem age. Também verificam placas e visitantes suspeitos. A qualquer sinal de perigo os policiais são alertados. O município tem, aproximadamente, 56 mil habitantes.

Fique por dentro

Estímulo

O Pró-Cidadania foi desenvolvido a partir da Lei Estadual 14.318 de 2009, tendo como objetivo estimular a criação de guardas municipais. O programa foi lançado aos 20 de novembro no ano passado em Tauá, primeira cidade do Ceará a implantar o modelo alternativo de policiamento comunitário. Outras 88 cidades estão cadastradas junto à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), aguardando o convênio com o Governo do Estado do Ceará. O projeto contempla municípios com população inferior a 50 mil habitantes onde não há previsão de implantação do Projeto Ronda do Quarteirão. A Organização das Nações Unidas (ONU) estabelece parâmetros de pelo menos um policial para cada 500 habitantes.

Mais Informações:
Prefeitura de Ibicuitinga
(88) 3425.1025
Secretaria de Segurança de Tauá
(88) 3437.2277

Alex Pimentel
Colaborador
Fonte:Diário do Nordeste


MAT�RIAS RELACIONADAS:

0 comentários: