quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

POLÍTICA:
45º ALIADO - Heitor deverá apoiar Cid Gomes

Presidente do PDT entende a atuação do deputado, mas se o partido apoiar Cid nas eleições, Férrer vai junto

O deputado estadual Heitor Férrer (PDT), um dos que mais tem questionado ações do Governo do Estado na Assembleia Legislativa, poderá ser orientado pela sigla a seguir no apoio à candidatura de reeleição do governador Cid Gomes. Prestes a fechar acordo para apoiar o PSB, o presidente estadual do PDT, André Figueiredo, disse em entrevista, que respeita as posições de Heitor no Legislativo, mas afirma que, como partidário, ele terá que seguir as orientações do comando do PDT.

"Nós respeitamos as vozes do parlamento, mas ele (Heitor) é homem de partido e tem seguido sempre as indicações da Executiva", ressaltou o presidente do André Figueiredo.

O dilema que atravessa o parlamentar não é novo, porém, o assunto vem ganhando contornos de polêmica com a chegada do ano eleitoral. Com a condição de oposicionista ameaçada, Heitor reagiu: "não posso ser infiel ao meu partido", disse sobre a possibilidade de subir no palanque de Cid Gomes.

O deputado do PDT acrescentou que vai seguir as orientações de sua legenda, mas revelou que a posição de sua sigla não o obriga a subir no palanque de Cid. Para ele, compor esse arco de aliança "enfraquece a democracia".

Na Assembleia, o PDT deixou seus dois deputados livres para atuarem em relação ao Governo. Assim, Ferreira Aragão, vota constantemente de acordo com as orientações do governador, enquanto Heitor Férrer tem se notabilizado pelas ponderações que faz às matérias de interesse do Executivo.

Apesar da sinalização em torno do apoio à candidatura de Cid Gomes, o presidente André Figueiredo pondera que ainda não tem nada decidido. "Tivemos algumas conversas superficiais, mas nada ainda foi deliberado", explicou.

Reunião

No próximo sábado, o PDT vai se reunir para tratar de assuntos internos e, possivelmente, poderá dar alguns indicativos sobre as alianças para o pleito deste ano, conforme as orientações da Executiva Nacional, segundo informações do secretário-geral do partido, Francisco Soares. "Mas ainda não haverá decisões", explicou. O entendimento do PDT no Ceará é apoiar todas as siglas aliadas ao Presidente Lula.


Fonte:Diário do Nordeste


MAT�RIAS RELACIONADAS:

0 comentários: