quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

MUNDO:
Novo tremor de terra de magnitude 6.1 causa pânico no Haiti

Uma nova réplica tremores de menor intensidade que seguem um forte terremoto foi registrada nesta quarta-feira no Haiti, país que teve ao menos quatro cidades devastadas pelo terremoto de magnitude 7 do último dia 12. Não há informações, até o momento, sobre vítimas ou danos causados pelo novo tremor, de magnitude 6,1. Para medir a potência de um sismo, o USGS utiliza a magnitude de momento. Esta escala aberta aponta um sismo de seis graus como forte.

Segundo o Instituto Geológico americano (USGS), o tremor ocorreu às 6h03 desta quarta-feira (9h03 no horário de Brasília), há uma profundidade de 9,9 km. O epicentro foi a 60 km de Porto Príncipe, capital do Haiti e uma das cidades devastadas pelo terremoto da semana passada, que deixou milhares de mortos.

Um repórter da agência de notícias Associated Press, que estava no local, relata que o tremor chegou a atingir prédios e que as pessoas saíram correndo para as ruas.


O centro de alerta de tsunamis do Pacífico disse que o tremor ocorreu muito longe da costa para gerar alerta de ondas gigantes no Caribe.

O terremoto de terça-feira foi registrado às 16h53 (19h53 no horário de Brasília) e teve epicentro a 15 quilômetros da capital.

As réplicas são comuns em casos de terremotos de forte intensidade. Um tremor de magnitude 4,5 já havia atingido Porto Príncipe no último sábado (16), interrompendo as buscas por alguns minutos. Este tremor teve epicentro a 25 km de Porto Príncipe e profundidade de 10 km.

Tragédia

O terremoto do último dia 12 teve epicentro a 15 quilômetros de Porto Príncipe, a capital do país, que ficou virtualmente devastada. O Palácio Nacional e a maioria dos prédios oficiais desabaram. O mesmo aconteceu na sede da missão de paz da ONU no país, a Minustah, liderada militarmente pelo Brasil.

Ainda não há um dado preciso do total de mortos. A Organização Pan-Americana de Saúde, ligada à ONU, afirma que podem ter morrido cerca de 100 mil pessoas. Já a Cruz Vermelha estima o número de mortos entre 45 mil e 50 mil.

O governo do Haiti já chegou a estimar em 200 mil o número de mortos. A Direção da Proteção Civil haitiana afirmou nesta terça-feira que o terremoto deixou 75 mil mortos, 250 mil feridos e um milhão de desabrigados. Nos seus balanços, o governo tem contabilizado os corpos que teriam sido enterrados.

Segundo o governo brasileiro, 20 brasileiros morreram no país 18 militares e dois civis, a médica Zilda Arns e o chefe-adjunto civil da missão da ONU no Haiti, Luiz Carlos da Costa. O corpo de Costa foi encontrado neste sábado (16).

O ministro da Defesa, Nelson Jobim,diz que há ainda um terceiro civil não identificado. O governo não confirma a informação.


FOTOS: Agências internacionais



Folha Online

20/01/2010 10:01h


MAT�RIAS RELACIONADAS:

0 comentários: