quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Um terço de acessos a notícias vem do Google

SÃO PAULO – Se Rupert Murdoch, dono do grupo NewsCorp, influenciasse a indústria jornalística brasileira a retirar os resultados do Google, suas visitas poderiam ser reduzidas a dois terços do que é hoje.

A premissa vem dos resultados de um estudo feito pela Serasa Experian Hitwise com 60 mil sites do Brasil, que coloca o Google como gerador de 33,86% do tráfego de sites noticiosos.

Pode não parecer muito, mas, comparado com seis meses atrás, o número de acessos a conteúdos jornalísticos pelo maior site de buscas da rede cresceu 17% no país.

A evolução só não foi maior do que o tráfego gerado por redes sociais, segundo a pesquisa; Twitter, orkut, Facebook e outras redirecionaram 17,48% mais tráfego nos últimos sete meses, quando representava 6,85% das visitas totais.

Por outro lado, o que traz uma certa autonomia às empresas produtoras de conteúdo é o fato de que, hoje, 65% dos acessos a páginas noticiosas via Google é feito a partir de palavras relacionadas a marcas e endereços dos próprios sites jornalísticos (como, por exemplo: Folha, Folha de S. Paulo, e etc).


MAT�RIAS RELACIONADAS:

0 comentários: