quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Cearense 2010:
A Polícia Militar alerta para a insegurança nos estádios do Interior e Capital do Estado

A menos de um mês do início do Campeonato Cearense de 2010, a Polícia Militar constatou problemas de segurança em quase todos os locais que receberão jogos pelas competições do ano que vem. Para completar, parte das vistorias obrigatórias para a liberação dos estádios que receberão as partidas sequer foi iniciada.

Conforme o major George Benício, coordenador da Companhia de Policiamento Ostensivo em Eventos, o principal problema apontado nas vistorias aos estádios do Interior e da Capital é a falta de um local específico para a entrada e acomodação das torcidas visitantes. A constatação preocupa devido ao surgimento de torcidas organizadas no Interior. Não são poucos os relatos de incidentes envolvendo as facções, sobretudo em jogos contra equipes da Capital.

As observações foram entregues às administrações dos estádios. George Benício destaca que os dirigentes devem providenciar as melhorias em até 48 horas antes da primeira partida da equipe mandante pelo Estadual & que tem início em 9 de janeiro.

Conforme norma da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), baseada no Estatuto do Torcedor, os estádios só podem ser liberados mediante laudos da PM, Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária e Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea).

Porém, se a vistoria da PM já está adiantada, o mesmo não pode ser dito sobre a dos Bombeiros. O coronel José William Solon, coordenador de atividades técnicas da corporação, afirma que as visitas serão realizadas a partir da próxima semana. Ele justifica o atraso pela grande demanda neste período do ano. O POVO tentou contato com o presidente do Crea-CE, Antônio Salvador, e com a gerente da Célula de Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Mira Lustosa, porém, o primeiro não atendeu às ligações e a segunda estava com o telefone celular desligado na noite de ontem.

Portões fechados
O vice-presidente to da Federação Cearense de Futebol (FCF), Mauro Carmélio, destaca que, se as melhorias não forem realizadas, ou mesmo se os laudos não forem entregues até 20 de dezembro, prazo limite para remetê-los ao Ministério Público, os jogos correm o risco de ser disputados com portões fechados.

E-MAIS

> A FCF destacou uma comissão para vistoriar os estádios. Com todas as praças visitadas, as impressões não foram as melhores. Quase todas estão com problemas na qualidade do gramado e nas dimensões das traves, segundo o presidente eleito da FCF Mauro Carmélio.

> Ele afirma que uma segunda vistoria será realizada após o Natal, para constatar as melhorias exigidas.

> A PM visitou ontem o Junco, em Sobral. Também foram vistoriadas estádios de Boa Viagem, Tauá, Quixadá, Trairi, Aracati, Limoeiro, Itapipoca, Juazeiro do Norte e Crato.

> Na Região Metropolitana de Fortaleza, foram visitados os estádios de Macaranaú Maranguape, Pacajus e Horizonte, além dos estádios Elzir Cabral e Castelão.

ESTÁDIOS AUTORIZADOS

PRIMEIRA DIVISÃO
> Fortaleza
Castelão (60 mil)
Antônio Cruz (5 mil)
Elzir Cabral (5 mil)
Alcides Santos (4 mil)

> Horizonte
Domingão (10.500)

> Maranguape
Moraizão (3 mil)

> Sobral
Junco (10 mil)

> Itapipoca
Perilão (4 mil)

> Boa Viagem
Serjão (4 mil)

> Quixadá
Abilhão (4 mil)

> Juazeiro do Norte
Romeirão (12 mil)

> Crato
Mirandão (5 mil)

SEGUNDA DIVISÃO
> Juazeiro do Norte
Romeirão (12 mil)

> Maracanaú
Carlos Jereissati*

> Limoeiro do Norte
Bandeirão*

> Aracati
Cel. Virgílio Távora*

> São Benedito
Capitão Narcísio Araujo*

> Nova Russas
Mourãozão*

> Tauá
Geraldão*

> Caucaia
Raimundo Oliveira*

> Pacajus
Assis Benício* ou

> Caridade
Rei Pelé*

* capacidade não informada



MAT�RIAS RELACIONADAS:

0 comentários: